Nova paralisação de ônibus acontece em São Roque

Nova paralisação em menos de quatro dias. 30% da frota entrou em circulação no final da tarde

Da Redação: Rafael Barbosa
Da Redação: Rafael Barbosa
Foto sobre "Nova paralisação de ônibus acontece em São Roque"

Uma nova paralisação de ônibus ocorreu na tarde desta segunda-feira (08) em São Roque, afetando em um primeiro momento todas as linhas de ônibus municipais. O Jornal da Economia esteve no local e apurou que esta paralisação correu devido a demissão de quatro funcionários, após a greve ocorrida na sexta-feira (05).

Na época, os funcionários realizaram uma paralisação sem o apoio sindical, alegando falta de pagamento. A Mirage comunicou que o depósito dos pagamentos havia sido feito, porém acabou não sendo creditado na conta de alguns profissionais devido a tramites burocráticos dos bancos. A empresa informou que os depoisitos seriam efetuados e que tomaria as ações pertinentes com relação aos funcionários que organizaram a paralisação sem o apoio sindical.

Os pagamentos foram posteriormente confirmados e os serviços foram retomados, entretanto nesta segunda-feira quatro funcionários (dentre eles o irmão do presidente do Sindicato dos Rodoviários) foram demitidos pela empresa pois, segundo ela, os funcionários desligados por justa causa seriam os responsáveis por organizar uma greve que não contou com o apoio sindical e, não obedecendo as diretrizes exigidas em situações de greve, afetaram o transporte público municipal na sexta-feira.

Com a demissão, os funcionários acionaram o sindicato, que foi até a Rodoviária de São Roque para tentar reintegrar os trabalhadores demitidos a empresa, alegando que toda a categoria aderiu ao movimento e, assim, eles não poderiam ser os únicos responsabilizados.

A Mirage se recusou a atender o pedido pelas razões listadas acima e, neste impasse, o movimento sindical apresentou a situação aos empregados da empresa, que votaram pela paralisação dos trabalhos até que os servidores sejam readmitidos.

Embora a nova paralisação conte com o apoio sindical, em um primeiro momento ela também não adotou as diretrizes exigidas por lei sobre movimentos grevistas, que pedem que a empresa seja avisada com pelo menos 72 horas de antecedência e mantenha pelos menos 30% dos trabalhos em funcionamento, fatos que foram levantados também por representantes da Prefeitura de São Roque, que também procuraram o sindicato pedindo que as linhas voltassem ao funcionamento total ou pelo menos parcialmente.

A paralisação afetou, em um primeiro, momento 100% da frota, porém no final da tarde houve um acordo para liberar seis linhas para circulação: Canguera, Vargem Grande, São João Novo, Pavão, Parque Aliança e Shopping.

Entretanto, o impasse continua e a Mirage Transportes informou que irá procurar a Justiça para que os serviços sejam restabelecidos. Por outro lado o sindicato também se mostra irredutivel e diz que segundo decisão dos trabalhadores "a greve em São Roque só irá terminar com a reintegração dos trabalhadores".

Nossa redação realizou diversas lives no local através do Facebook. Confira abaixo.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.