Como usar o FGTS para a compra de um imóvel?

Segundo pesquisa da FGV, houve um aumento de 18% no uso do recurso para adquirir casa própria em 2018

Assessoria de Imprensa Foto: Divulgação
Foto sobre "Como usar o FGTS para a compra de um imóvel?"

 Comprar uma casa própria é um projeto de longo prazo que envolve muito planejamento. Além de pesquisar por imóveis com uma boa localização e preço, é também importante ir atrás das melhores condições de financiamento. Neste processo, muitas pessoas optam por usar o FGTS para investir em um novo imóvel - e isso está se tornando cada vez mais comum. Segundo a pesquisa "Análise das Necessidades Habitacionais e suas Tendências para os Próximos Dez Anos", realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), houve um aumento de 18% nos saques deste fundo no primeiro semestre de 2018 em relação ao ano anterior. Em 2021, o estudo prevê que o valor utilizado para o financiamento habitacional chegue a R$ 50 bilhões.

Mas, afinal de contas, como funciona a liberação do FGTS para compra de imóvel? Livia Rigueiral, CEO do Homer, plataforma que reúne corretores de todo o Brasil por meio de Inteligência Artificial, responde a algumas das dúvidas mais comuns sobre o assunto.

Qualquer pessoa com FGTS pode usar o benefício para compra de um imóvel?

Não. O benefício pode ser usado por trabalhadores celetistas, com pelo menos três anos de trabalho sob este regime, desde que ela não tenha nenhum outro financiamento no SFH (Sistema Financeiro de Habitação) e não tenha nenhum outro imóvel em seu nome. O FGTS corresponde a 8% do valor do salário do empregado, pagos pela empresa onde ele trabalha, em uma conta na Caixa Econômica Federal vinculada ao CPF do trabalhador.

Qual o valor máximo do imóvel que pode ser financiado com o FGTS?

O valor máximo do imóvel adquirido com o FGTS foi de 950 mil para 1,5 milhão em todo o país, segundo uma recente decisão do Conselho Monetário Nacional no início deste ano. Em menos de 2 anos, é a terceira vez que o limite máximo do valor de imóvel financiado com FGTS foi ampliado. Em novembro de 2016, por exemplo, o CMN havia elevado esse teto de 750 mil para 950 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de 650 mil para 800 mil nos demais Estados.

É possível usar o FGTS para concluir uma construção ou fazer uma reforma?

É possível usar o recurso para construir um imóvel, mas não para fazer reformas, comprar material de construção, ou investir em imóveis residenciais para familiares, dependentes ou outras pessoas. O FGTS é disponibilizado apenas para construção em terreno próprio ou em construção.

Como eu posso sacar o FGTS?

Depois de consultar o saldo do FGTS pelo site da Caixa Econômica Federal, a pessoa interessada e elegível para sacar o recurso deve reunir os documentos necessários e entregá-los na agência da Caixa mais próxima. O banco então irá avaliar a documentação e, caso seja aprovada, o recurso estará disponível para ser investido na casa própria. Para conferir a lista completa, acesse o link.

É permitido usar o FGTS para saldar dívidas antigas ou pagar parte do valor das prestações?

Sim. Além de poder ser usado na compra de um imóvel, o FGTS pode também ser utilizado na amortização do saldo devedor ou ainda para o pagamento de prestações, desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação.

Como o processo de compra e venda de um imóvel é complexo e ocorre, em média, apenas uma vez na vida das pessoas, a presença de um corretor é indispensável para fazer uma curadoria para seus clientes, sugerindo de forma mais assertiva algumas das opções que mais se encaixam com o tipo de imóvel procurado. Por isso mesmo, procure um profissional qualificado no Homer a fim de ter a melhor experiência de compra.

Sobre o Homer

O Homer é uma plataforma gratuita e pioneira que conecta corretores imobiliários em todo o Brasil. Fundada em 2016, a startup permite que os corretores façam parcerias imobiliárias com mais segurança, praticidade e garantia de comissão. Além disso, ajuda a otimizar a rotina de trabalho desses profissionais e, com isso, amplia as possibilidades de realização de negócios. Disponível para iOS, Android e desktop, o Homer possui 25 mil corretores cadastrados e a expectativa é atingir 100 mil até o final do ano. 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.