Ovos de Páscoa mais leves pesam mais no bolso do consumidor

A alta dos ovos com até 100g foi em média de 40,52%

Assessoria de imprensa
Foto sobre "Ovos de Páscoa mais leves pesam mais no bolso do consumidor"

Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), após manter-se praticamente estável no ano passado, o preço médio dos ovos de Páscoa subiu 10,22% em 2019, em comparação com 2018. A alta foi puxada, principalmente, pelos ovos com até 100g, que registraram aumento de mais de R$ 10 reais (40,52%). O levantamento levou em consideração preços coletados até a primeira semana de abril de ovos de diversos tamanhos, do nº 9 até o nº 20, que variam de 100g a 400g.

 

"Geralmente, os ovos de menor gramatura são aqueles que possuem os brindes e brinquedos, que é o que mais atrai as crianças. Para quem costuma consumir esse tamanho de ovo, e não quiser pagar mais caro este ano, uma opção é comprar barras e bombons, que ficaram mais baratos", analisou Igor Lino, pesquisador do FGV IBRE.

PUBLICIDADEteste

 

Os dados mostraram que os Bombons e Chocolates tiveram aumento médio de 5,24%, segundo o IPC-10, nos últimos 12 meses (entre maio de 2018 e abril de 2019). Porém, na comparação de abril com março deste ano, o preço dos Bombons e Chocolates registraram queda de 3,61%.

 

"Enquanto os ovos de até 100g têm um preço médio de R$ 36, as barras de mesma gramatura têm um preço seis vezes menor. Mas os ovos têm um apelo emocional e agradam mais os pequenos. Se os pais forem comprar, a dica é definir um valor máximo para o gasto e combinar com as crianças. Elas escolhem e ainda aprendem um pouco de educação financeira", explicou Lino.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.