Cine São José 68 anos

Por Benilde Cardeal R. Góes
Foto sobre "Cine São José 68 anos"

68 anos de sua inauguração! Mas não é da groselha, das décadas de encantamento vividas, do Vasco, do Celso, do Zé Coco e do Irineu...


Nem da taba, das matinês, das sessões de sábado e domingo; ou do drops Dulcora e do Sonho de Valsa que desejo exaltar.
Meu "alvo" hoje é tia Íris. A guardiã de todas as memórias do Cine São José.


E é, principalmente, a guardiã de todos os seus "filhos".


Tia Íris é a mãe de todos os que a rodeia, e o que me destroça o coração é ser perfeitamente incapaz de retribuir seu amor e sua proteção.


Quisera eu ter uma varinha de condão para dizer: seu mais louco desejo está realizado, sua felicidade está garantida hoje e sempre.


Mas... Encolho-me na minha insignificância, impotente. Um vaga-lume não ilumina o Sol. E tia Íris é o Sol com toda majestade.


O que posso fazer é orar para São José, pedir que todo o poder de Sua Santidade seja transformado em bênçãos infinitas derramadas sobre Tia Íris.

Eu a amo infinitamente.


Gratidão eterna.

Viva São José!!!

São José rogai por nós!

19/03/2019

 

Benilde Cardeal R. Góes

PUBLICIDADEJORNAL DA ECONOMIA JE

TIA IRIS

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.