Jovens atiram dentro de escola e matam diversas pessoas em Suzano

Atiradores se mataram após cometerem o crime

Foto sobre "Jovens atiram dentro de escola e matam diversas pessoas em Suzano"

Dois jovens encapuzados mataram diversas pessoas dentro da Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano (SP), e cometeram suicídio em seguida, na manhã desta quarta-feira (13), segundo informações da polícia. A escola atende mais de mil alunos do ensino fundamental e médio e, segundo informações, 10 pessoas teriam morrido no ocorrido, dentre elas cinco adolescentes que estudavam no local e dois funcionários da instituição.

O ataque teria ocorrido por volta das 09h40, durante o intervalo escolar, segundo informações de estudantes. “A gente estava na merenda e comendo normal e escutamos 'três pipocos' nisso tentamos correr para pular o muro do CEL. Os caras vieram atrás de nós e começaram a matar muita gente. Mas o pente dele descarregou e foi na hora que a gente correu", afirmou o estudante Rosni Marcelo Grotliwed, de 15 anos. Segundo o aluno, um dos criminosos tinha uma arma e o outro uma faca. Os atiradores chegaram ao local em um carro (Onix Branco) que teria saído de uma agência da cidade pouco tempo antes. 

A identidade das vítimas, ou informação sobre os feridos ainda não foi divulgada pela Polícia, que encontrou dentro da escola um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov, além de uma mala com fios, motivo pelo qual o esquadrão antibombas foi acionado. Ainda não se sabe se os atiradores estudavam no local ou o motivo do ataque.

De acordo com o capitão Cibele, da comunicação da PM, pouco antes dos disparos na escola, a polícia havia sido chamada para outra ocorrência com arma de fogo em uma área próxima ao local. "Mas ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando", disse ela. Relato de estudante

O Corpo de Bombeiros e equipes do Samu estão no local, sendo que toda a polícia de Suzano está mobilizada no caso. Bombeiros de Mogi das Cruzes também foram chamados para apoiar o atendimento as vítimas e o helicóptero Águia sobrevoa a escola.

O governador João Doria chegou à escola em um helicóptero, acompanhado do secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares da Silva, do secretário de Segurança, general João Camilo Pires de Campos, e do comandante da PM, o coronel Salles.

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.