07/03/2019 às 21h39min - Atualizada em 11/03/2019 às 00h00min

Polícia e Prefeitura de São Roque fazem balanço positivo de segurança no carnaval

Carnaval municipal contou com um sistema de segurança reforçado em 2019

- Da Redação: Rafael Barbosa
Da Redação: Rafael Barbosa

O Carnaval de São Roque contou com um sistema de segurança reforçado em 2019, graças a uma ação conjunta entre a Polícia Militar e os órgãos públicos. Durante os cinco dias de festas, blocos, escolas de samba e milhares de pessoas circularam pela região central da cidade, em especial pela Avenida Bandeirantes, onde os eventos da festa foram concentrados.

“Organizamos, tiramos o Carnaval das ruas centrais onde têm muitos moradores e concentramos na Av. Bandeirantes a fim de proporcionar segurança e estrutura necessária para receber a todos”, comentou o prefeito Cláudio Góes.

Assim, o bloco Haja Fígado partiu neste ano do trecho final da Avenida Marginal, até Avenida Bandeirantes, que foi toda cercada com gradis com a entrada restrita a pontos específicos que contavam com seguranças cuja função era impedir a entrada de materiais perigosos.

O sistema de segurança parece ter dado resultado já que segundo dados repassados a nossa redação tanto pela Prefeitura de São Roque, quanto pela Polícia Militar, com exceção de alguns poucos casos isolados, como brigas, não houve ocorrências maiores ou criminais envolvendo especificamente a área onde ocorreu o carnaval são-roquense ou em seus entornos. Um fato ainda mais relevante levando-se em conta as milhares de pessoas que transitaram pela região nos dias de festas.

Planejamento futuro

Segundo o Comandante da PM de São Roque e região, Cap. Ricardo Ceoloni, o saldo de segurança nas festividades foi positivo e assim os planejamentos para o evento do próximo ano começam ainda em 2019. “Atingimos um patamar muito positivo no evento, que contou com a presença de participantes de todas as idades, incluindo criança, mas iremos trabalhar ainda mais, em parceria com todos os órgãos envolvidos para que possamos ter uma festa ainda melhor e mais segura no próximo ano”, afirmou o capitão.

De acordo com o comandante, reuniões pós-evento que devem ocorrer ainda em março, com membros da prefeitura e órgãos pertinentes com o objetivo de analisar a festa e propor melhorias para o próximo ano.

Um destes pontos seria a própria segurança do evento, já que houve reclamações de que os seguranças dispostos nas entradas não estariam realizando as revistas necessárias para evitar que nenhum material entrasse na avenida.

Outro fator que deve ser estudado é a possibilidade da Guarda Municipal realizar o acompanhamento do bloco de carnaval nos próximos anos, trazendo mais segurança aos participantes, fato que foi comentado a esta reportagem por diversos participantes do bloco.

Entretanto o Jornal da Economia apurou que já é pensado dentro da organização das festividades a possibilidade de levar o bloco totalmente para a Avenida Bandeirantes, porém este fato ainda será avaliado com os envolvidos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jeonline.com.br/.