Prefeitura requisita administração da Santa Casa e passa a ser responsável pelo hospital

Executivo são-roquense será o responsável pelo prédio, corpo clínico e equipamentos do hospital por 180 dias

Fonte: Portal G1
Foto sobre "Prefeitura requisita administração da Santa Casa e passa a ser responsável pelo hospital"

A Prefeitura de São Roque requisitou a administração da Santa Casa Municipal. O decreto que autoriza a requisição, já foi assinado pelo Prefeito Cláudio Gões e coloca o executivo são-roquense como o ser responsável pelo prédio, corpo clínico e equipamentos do hospital por 180 dias, período que pode ser prorrogado. O decreto será publicado nesta quarta-feira (05), porém com o requerimento formalizado, Andrea Rodrigues (que deixa a Diretoria de Saúde), passa a ser a responsável pelo hospital.

No lugar de Andrea, fica a servidora pública Daniela Groke, que ocupava o cargo de chefe da Divisão de Saúde. Andrea Rodrigues também contará com o apoio de uma comissão gestora, formada através de uma portaria expedida pela prefeitura, formada pelos seguintes membros: Eliam Bianchi, Marcos Villaça, Efaneu Nolasco Godinho, Eduardo Stefano Filho, Itacir Ribeiro Lopes e Rubens Prado. A equipe inicia os trabalhos amanhã (05).

"A medida visa a implantação de um plano de recuperação financeiro-operacional e da reforma estatutária da entidade a fim de torná-la Organização Social (OS), bem como assegurar a continuidade e melhoria da prestação de serviços públicos à população", informou a Prefeitura de São Roque.

O atendimento para a população não deve ser afetado por conta da mudança na administração, que, segundo informações apuradas pela nossa redação, foi formalizada em comum acordo entre prefeitura e a provedoria da Santa Casa, que tem dialogado sobre a melhor forma de estabelecer a transição administrativa.

“Logo que assumi o Governo, revogamos a intervenção administrativa da gestão passada e, devolvemos a administração para a Provedoria da Santa Casa. Houve melhora no serviço. Porém, em dois anos de mandato, a Entidade atravessa um período complicado, principalmente em decorrência de problemas advindos da última intervenção. A Prefeitura vem fazendo o possível para auxiliar, seja com o rigoroso repasse mensal de 1,5 milhão e suplementações ao longo do ano, seja na busca de alternativas para minimizar as dificuldades. Recentemente contratamos uma Consultoria especializada que, analisando a relação entre o Poder Público e a Irmandade, apontou para a administração conjunta, um modelo de gestão que tem dado resultado em outros municípios. Estamos muito confiantes que essa medida também trará bons resultados à Santa Casa, sobretudo porque estamos podendo contar com pessoas idôneas e íntegras que não medirão esforços para que esta entidade centenária, de 146 anos, não feche as portas”, afirmou o prefeito Cláudio Góes.

 

PUBLICIDADE Betway_Casino_Cassino_Online - Bonus 2018 - Mercia 2

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.

  • Darci

    A prefeitura tbm ta quebrada . Eu acho que essa intervenção sera para dar emprego para Efaneu e companhia.