Como manter sua franquia no azul aproveitando as soluções financeiras digitais

Foto sobre "Como manter sua franquia no azul aproveitando as soluções financeiras digitais"

Alexandre Góes é diretor de meios de pagamentos da TrustHub.

Uma das maiores dificuldades de quem começa a empreender no setor de franquias é a administração do fluxo de caixa para conseguir honrar com os compromissos e manter a empresa funcionando. Segundo um levantamento realizado pela consultoria Franchise Solutions, especializada no segmento, a falta de capital de giro é a segunda maior causa de fechamento das franquias no país. O problema representa 28% dos casos e perde apenas para a localização escolhida, com 31%.

A pessoa que decide investir no segmento de franquias precisa conhecer todas as alternativas de gestão das finanças para evitar entrar em uma “bola de neve” de contas e juros altos, cobrados por muitas instituições bancárias que, muitas vezes, apenas postergam a dívida. Nesse sentido, entre as soluções disponíveis para evitar a mortalidade de negócios estão as fintechs, que contam com um amplo leque de produtos com taxas mais acessíveis para quem está começando.

Esses novos parceiros de negócios já oferecem ao mercado soluções capazes de administrar o capital e garantir a administração efetiva do dinheiro que entra e sai da empresa. Para isso, oferecem ao mercado soluções que, por meio de uma plataforma digital única, realizam o recebimento de pagamentos com cartões de crédito/débito/vouchers e ainda fazem a automação comercial, como o gerenciamento de estoque, controle de vendas, cadastro de produtos etc.

Outro ponto forte das fintechs é que elas chegaram ao mercado para ajudar as pessoas a fugirem da burocracia bancária, com a realização de operações de maneira ágil e simples. Nessa modalidade de negócio, todos os trâmites são realizados pela internet e as análises são individualizadas, o que permite que as transações sejam avaliadas por seu mérito e não categorizadas e classificadas em grupos, que, muitas vezes, não correspondem ao real momento da empresa. Hoje, por exemplo, existem instituições que respondem às solicitações em até duas horas. Esta iniciativa entrega fluidez aos negócios e permite que o empreendedor tenha mais tempo livre para atuar em outras frentes do negócio.

Diante deste cenário, o oferecimento de crédito para quem deseja começar a empreender é um diferencial que deve ser levado em consideração. O setor de franquias apresenta confiança e estrutura para o novo empresário, mas, muitas vezes, requer um investimento inicial alto, que é praticamente inacessível quando solicitado aos bancos. As melhores fintechs do mercado desburocratizaram esse trâmite e atualmente oferecem também uma linha de crédito exclusiva, com taxas justas e limites interessantes para quem quer ser franqueado.

Com esses diferenciais apresentados, vale destacar também que as fintechs funcionam dentro de plataformas digitais, por isso, o atendimento ao cliente e as solicitações são tratadas pela internet. Essa estrutura garante a rapidez e permite baratear o custo das operações, inclusive, esse é um grande diferencial em relação aos bancos, que precisam custear locações, agências, caixas e funcionários para realizar o atendimento presencial.

Por isso, antes de escolher o parceiro ideal de negócio, o empresário deve estar atento em relação a qual empresa respalda a fintech escolhida e buscar informações sobre sua atuação no mercado, isso ajuda a evitar dores de cabeça e garantirá a construção de uma história de sucesso.

* Alexandre Góes é diretor de meios de pagamentos da TrustHub.
 

Publicidade:

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.