SUV: prestes a ser o preferido no país

Utilitários ganham espaço no mercado e já aparecem entre os mais emplacados do mercado nacional

Foto sobre "SUV: prestes a ser o preferido no país"

Na década de 90, carro grande no Brasil era coisa de cinema. Bastava assistir um filme norte-americano que o SUV logo aparecia em algum momento. Se a poucos anos atrás ter este tipo de veículo era sonho distante e realidade apenas para poucos, agora não é mais assim. Prova disso é que de acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em 2017, havia seis SUVs entre os 17 carros mais vendidos do Brasil. Não é pouca coisa. E isso mostra que o mercado está mudando.

O Hatch e o Sedã ainda são os queridinhos das famílias brasileiras, mas a hegemonia já foi muito maior. Em um momento de retração na economia, as montadoras resolveram arriscar em novidades na busca por uma mudança de hábito no país. Foi assim que muitas marcas trouxeram utilitários, já populares na América do Norte e Europa, para as terras tupiniquins.

Por que o SUV é diferente?

Esqueça tudo que você entende por carro. Os utilitários estão em outra categoria, por isso, a experiência de dirigir um deles pode ser considerada única. Além de serem mais altos, o controle de tração é diferente, o que exige uma reeducação ao conduzir, principalmente nas estradas, na entrada de curvas e nas ultrapassagens.

O que chama atenção mesmo nos utilitários é o espaço interno, os bagageiros com grande volume e a força dos motores. Embora sejam carros mais pesados, eles dão conta do recado. Aliás, se falarmos de rodovias com pavimentos irregulares ou estradas de chão, não tem para ninguém: conduzir um SUV nestas condições será como deslizar sobre um tapete.

 

Atenção para este modelo

Como dissemos, muitas montadoras estão apostando no mercado de SUV no Brasil. Uma delas, inclusive, traz uma novidade que promete mexer com o setor este ano. Trata-se do novo Citroen Aircross 2018, que consegue alinhar, de forma única, todas as boas características de um utilitário. Deixando de lado o mito de que SUV é automóvel de homem, o Aircross é, acima de tudo, um carro para as famílias.

Com valor de venda a partir de R$ 52.690, o Aircross pode ser uma boa alternativa para quem não tem experiência com utilitários, mas está disposto a substituir o seu hatch ou sedã para viver uma nova experiência em dirigir. Além do design diferenciado e o acabamento elogiado, o carro consegue alinhar alta performance com baixo consumo de combustível.

Um destaque é a possibilidade de se usar o câmbio automático de 6 marchas com a mesma tecnologia dos veículos europeus da marca. Outro bom diferencial que promete mexer com o mercado de autos em 2018, é o custo de revisão do carro, que sai a cerca de R$ 1/dia.

Estamos quase lá

Se o SUV está em alta, as montadoras estão fazendo a sua parte para que, em um futuro próximo, este modelo de veículo domine a preferência nacional. No que depender do Aircross, estamos a mais um passo de chegar a esta realidade.

 

Comentários:

Suas informações de contato não serão divulgadas.