Título: Jogar feio também vale

Esportes

 

O torcedor do Palmeiras anda deprimido. Cabisbaixo. Dois rebaixamentos em dez anos entristecem até o mais fanático. Mas se há algo que o palmeirense não pode se queixar é da raça, da determinação e da vontade do atual elenco palestrino. Pode faltar talento aos comandados do técnico Gilson Kleina. Mas não tem faltando disposição em campo.

E se não tem grandes craques a disposição, Kleina deve montar sua equipe fechadinha mesmo. Sem dar espaço para o adversário. Não importa que para alguns o Verdão atue como time pequeno. O momento é de reestruturação. De resgate da auto-estima. O que vier além de um tranquilo acesso da Série B pra Serie A do Brasileirão é lucro. Em 2014, sim, é que veremos o verdadeiro Palestra de volta.

 

 

 

O São Paulo está muito próximo de ser eliminado ainda na primeira fase da Copa Libertadores. E se isso realmente se confirmar o Tricolor vai ter perdido para ele mesmo. É verdade que o elenco perdeu muita força com a saída de Lucas. Desde julho sabia-se que ele defenderia o Paris Saint German, mas nenhum reforço foi contratado. Porém, o vestiário são-paulino foi contaminado sem o técnico Ney Franco se dar conta. Na busca para encontrar um esquema que suprisse a saída de Lucas, o treinador foi contrariando diversos jogadores que indiretamente passaram a sabotar seu trabalho. Ao  gesticularem após serem substituídos, Ganso e Lúcio tiraram a paz do Morumbi. Sem falar que a própria diretoria contribuiu para esse ambiente hostil já que o vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes disse contundentemente que estava com vergonha do desempenho do time.

Futebol não se ganha só com talentos. Gestão de pessoas é algo cada vez mais elementar em qualquer setor profissional.

 

 

 

O Corinthians está vencendo, classificado na Libertadores e no Paulistão. Tudo certo. Mas eu ainda espero ver mesmo o desempenho do ano passado. Apesar das vitórias, neste ano o time ainda não demonstrou a mesma força, a mesma pegada de 2012. Cabe ao técnico Tite fazer os jogadores entenderem a vitória de ontem não garante o sucesso de hoje.

Foto

Bruno Tacoronte

ver mais
Publicidade:

mais de Bruno Tacoronte

Comentários:

1