INSPIRAÇÃO À FLOR DA PELE

INSPIRAÇÃO À FLOR DA PELE

Uma bela manhã de Janeiro da década de  90 eu fui apresentado à Soeli Ribotta. Confesso que não a conhecia, embora mais tarde tenha descoberto sua notoriedade na cidade. Para os olhares poucos atentos quem viam a Soeli chegar ao trabalho no Departamento de Educação sempre trajando uma roupa que mostrava seu bom gosto e com suas bolsas de fazer inveja as admiradoras do produto jamais imaginariam a verdadeira riqueza que é o ser humano que ali habita. A Soeli é professora, atuou como chefe da merenda na prefeitura de São Roque e naquele momento era a chefe de divisão da Educação Infantil. Não foram poucos os momentos de conversas, orientações profissionais que me acompanham até hoje, além de muitas risadas. Sim, porque a Soeli é uma pessoa divertidíssima. Ela carrega consigo até hoje a honra de ter sido festeira de São Roque apesar de todo o cansaço que essa incubencia traz para os casais. Acredito que a empatia sempre foi um traço forte dela apesar deste termo só ter virado moda nos últimos tempos. E ela agradou a todos? Tenho certeza que não. Afinal, em muitos momentos somos obrigados a tomar decisões difíceis e isso pode afetar de alguma forma outras pessoas. Mas o que sempre vi foi uma pessoa não fugindo de suas responsabilidades e fazendo o que tem que ser feito sempre levando o outro em consideração, Hoje, além de dedicar-se a sua família, a Soeli realiza projetos sociais na cidade. Sempre de uma forma discreta, afinal esta é outra característica que molda pessoas como ela: fazer o bem pode ser feito sem expor ninguém. Mas a Coluna VITRINE mais uma vez cumpre seu objetivo de colocar uma luz nas pessoas e projetos que inspiram. Em meio a tanta escuridão precisamos dar vazão a essas luzes que insistem em iluminar nosso caminho. Precisamos reavivar nossos apreço por nossos pares. E reconhecer exemplos como esse cumprem este objetivo com maestria. Valeu, Soeli!

Foto

Rogério Alves

Rogério Alves estudou regência na ULM (Universidade Livre de Música), é formado em prática de regência pelo Conservatório J. S. Bach e Gestão Pública pela UNIP. Atua na área da cultura, educação e da assistência social há mais de 20 anos. Foi criador de projetos como o Auto de Páscoa, Núcleo de Artes do CEC Brasital. Foi premiado pela criação do Programa de Boca Aberta - Musicalização Estudantil - escolhido para...

ver mais
Publicidade:

mais de Rogério Alves

Comentários:

1