Coluna VITRINE

Coluna VITRINE

“Não estou ficando velho, estou ficando retrô.  E todo mundo sabe que o retrô tá na moda.” (Mauricio C. Costa)

Segundo algumas pessoas que fazem parte do grupo 60+ essa conversa de melhor idade é bobagem.  Quando você tiver com um monte de dores no corpo quero ver você falar que está na melhor idade, disparam eles. Claro que não podemos levar essa brincadeira tão a sério. Mas uma coisa é fato: a pessoa idosa tem DIREITO ao acesso à arte e é um DEVER da sociedade garantir isso. Mas por favor, “Migos”.

Fiquem atentos para algumas pegadinhas da terceira idade: cabelo branco NÃO é sinal de santidade. Idoso namora, briga, separa, tem ciúmes e faz outras coisas impublicáveis para menores de 130 anos. Sob outro aspecto podemos destacar a importância do protagonismo da terceira idade. Um dos bons exemplos é o Sr. Osvaldo Gomes ou Osvaldão para os mais íntimos. Dono de uma voz potente e de uma sensibilidade incrível seria meu candidato para o The Voice 60+.

Ele já gravou CDs, participou de concursos, fez vários shows e até posou como modelo. Essa busca pelo seu espaço e por conhecimento é o tal protagonismo que ele conquistou e que acabou o colocando na vitrine. Mas sempre precisa ser por caminhos com tantos obstáculos? Tenho certeza que não. Fica um desafio para produtores culturais e gestores públicos: incentivar a arte desta gente que tem muito para contar. A velhice não deve significar envelhecimento de atitudes e comportamentos. E pode acreditar: a arte desperta nessa faixa etária a vontade de fazer, criar, superar problemas e, sobretudo, viver.

Foto

Rogério Alves

Rogério Alves estudou regência na ULM (Universidade Livre de Música), é formado em prática de regência pelo Conservatório J. S. Bach e Gestão Pública pela UNIP. Atua na área da cultura, educação e da assistência social há mais de 20 anos. Foi criador de projetos como o Auto de Páscoa, Núcleo de Artes do CEC Brasital. Foi premiado pela criação do Programa de Boca Aberta - Musicalização Estudantil - escolhido para...

ver mais
Publicidade:

mais de Rogério Alves

Comentários:

1