Saiba Beber

Colunista Sandra Maria Duarte fala sobre o consumo de bebida alcoólica nos tempos antigos

Saiba Beber

Estamos na época do Carnaval e todos sabemos que as pessoas sempre abusam no consumo de álcool. Foi pensando nisso que decidi compartilhar os conhecimentos antigos sobre o consumo dessa substância. 

Na época de Alexandre O Grande, as pessoas começavam a beber somente após as refeições. Primeiro se comia e só então se ingeria bebida alcoólica.

Como o teor de álcool era muito alto antigamente, as bebidas eram diluídas com água antes de serem servidas. O mestre de cerimônia era quem decidia o quanto de água deveria ser misturada ao vinho ou a bebida que fosse.

Dionísio, o deus grego do vinho e das festas, definiu já naquela época, os diferentes estágios de embriaguez, mesmo sem bafômetro. 

Segundo Dionísio, o primeiro copo é para a saúde e por isso mesmo as pessoas ao brindarem o primeiro copo dizem “saúde”. O segundo copo é para o amor e o prazer sexual e o terceiro é para dormir. 

Após o terceiro copo, os homens sábios devem ir para casa; eles sabem quando parar de beber. 

“Eu não sou o responsável pelo quarto copo em diante”, dizia Dionísio. 

Segundo ele, o quinto copo causa gritaria, o sexto cria grosserias e insultos, o sétimo leva à brigas, o oitavo copo faz com que os beberrões quebrem a mobília, o nono causa depressão e o décimo copo ou leva a loucura ou ao coma alcoólico.

O ideal seria seguir essa lição da Grécia antiga e de preferência parar no terceiro copo, ou na terceira garrafa de cerveja. Entretanto estamos no carnaval e podemos chegar até o quinto copo, quando ocorrem as gritarias. Mas devemos evitar os insultos, grosserias, brigas e tudo o mais que advém do sexto copo em diante.

Um excelente Carnaval a todos! 

Foto

Sandra Maria Duarte

Sandra Maria Duarte é Professora, geógrafa e psicanalista e vive na Índia O Melhor Blog sobre a Índia é Sucesso entre Jornalistas e Professores. Tema de tese de Doutorado, Mestrado e diversos TGs. Fonte da novela Caminho das Índias. https://indiagestao.blogspot.com

ver mais

mais de Sandra Maria Duarte

Comentários:

1