As redes sociais ajudam ou atrapalham na busca por um emprego?

As redes sociais ajudam ou atrapalham na busca por um emprego?

Quando se tem o mundo todo cabendo na palma da sua mão, fica difícil controlar algumas emoções, nesses momentos acabamos expondo um pouco além do que deveríamos, em especial quando buscamos um novo emprego.

Vantagens também se dão pelas redes sociais afinal, por meio de diversos canais é possível ler notícias, conversar com outros usuários, participar de debates e claro: ampliar o networking e ficar de olho nas oportunidades de trabalho.

Atualmente as grandes e até as pequenas empresas utilizam as redes sociais, especialmente o LinkedIn, para recrutar. Sendo assim, os selecionadores sempre estão atentos aos perfis de profissionais diversos, digo diversos, pois há tempos recentes por assim dizer, as buscas com o LinkedIn eram mais voltadas para estagiários ou cargos de alto escalão, hoje os recrutadores utilizam para cargos diversos, inclusive para vagas operacionais. Tudo isso para conhecer melhor o perfil do candidato e seus projetos.

Lembrando também é claro do famoso Facebook! - Ó Facebook, tu és faca de dois gumes?

Uma briga com a pessoa amada te faz postar palavras que fogem ao bom vocabulário, e o seu desabafo pode ser visto por milhares de pessoas, assim como a sua personalidade pode ser interpretada de forma errada e o que poderia ser a chave para uma entrevista torna-se o mouse correndo para o próximo candidato.

Saber utilizar essas ferramentas é primordial! Quer desabafar sem medo? Configure sua rede para quem que você deseja que leia, e nunca deixe público.

Ponderação é a palavra chave!

Quanto ao LinkedIn é importante mantê-lo atualizado e realizando constante network.

Em 2019 foi realizada uma pesquisa pela “Companha de Estágios” onde foi revelado que 60% dos entrevistados utilizam o LinkedIn como forma de seguir empresas e buscar vagas nas corporações enquanto apenas 19% utilizam o Facebook. O que me chocou foi que 21% dos candidatos a estágio não utilizam nenhum recurso, apenas um e-mail ou o currículo de papel deixado com um colega já encaixado em um cargo com a expectativa de ser indicado.

Estamos falando de estagiários nessa pesquisa, mas acredito que os números para quem busca recolocação não andam diferentes.

Tenho buscado candidatos e é incrível a quantidade de “colegas de alguém” que vem me trazer currículos. A atenção é dada a todos afinal, para os recrutadores encontrar um talento tem sido raro.

A ferramenta LinkedIn de network incentiva os usuários a preencherem as seções do perfil com informações indispensáveis. Por ser um currículo, entenda: Este será seu currículo online e, é interessante que o candidato coloque o máximo de informações que puder, pois, todo conteúdo ajuda, é interessante ter o perfil com informações que possam atrair os recrutadores, um perfil campeão garante um bom ranking nas buscas. Sendo assim, toda informação verídica é válida, nunca minta, e dispense o famoso “inglês básico”, chegue ao nível intermediário ou avançado e depois acrescente no seu perfil. Utilize o nome da universidade que estou ou o curso. Experiências anteriores, trabalho voluntário, palestras que assistiu cursos realizados mesmo online, enfim, tudo que possa agregar valor no currículo não deve ser deixado de fora.

Voltando ao famoso e não menos importante Facebook, deixe essa rede com restrições apenas para algumas pessoas mais íntimas como fotos em trajes de banho ou com bebidas. Publicamente nada impede de colocar suas viagens seu conhecimento, seus pensamentos que podem mostrar valores diários.

Siga páginas de empresas que gostaria de fazer parte, interaja, compartilhe notícias dessa empresa de forma positiva e lembre-se: Para tudo há algo chamado “bom senso”!

Passando pelas redes sociais importantes lembrar-se da tão esperada entrevista: Nunca minta.

Por exemplo, você é fumante? Se sim, responda com sinceridade, nunca sabemos quando um amigo em comum ou uma foto com cigarro entre os dedos poderá te delatar e criar uma densa nuvem de fumaça sobre a sua possível contratação!

Boa sorte e que em breve possamos ver em seu perfil o status tão desejado: RECOLOCADO (a)!!!

Foto

Silvana Borba

Profissional atuante há 12 anos em Gestão de Pessoas e administrativa.

ver mais
Publicidade:

mais de Silvana Borba

Comentários:

1