O sentimento de ser gigante

O impacto das contratações de Dani Alves e Juanfran já é visível

O sentimento de ser gigante

Nem o mais otimista torcedor são-paulino imaginava que o mês de Agosto começaria assim: apresentações de dois jogadores de nível mundial e a vitória, em um clássico, contra o Santos, o líder do campeonato. Levando-se em conta o início de temporada terrível que a equipe do Morumbi teve, esse início de mês chega a ser utópico. Digo utópico porque o torcedor são-paulino resgatou, nesses dias, um sentimento que há muito tempo estava adormecido: o sentimento de ser gigante.

 Logo no primeiro dia de Agosto, o São Paulo anuncia uma das maiores contratações de sua história: o lateral direito Daniel Alves, recém eleito o melhor jogador da Copa América e para grande parte do mundo, o melhor lateral direito do planeta. Dois dias depois anuncia Juanfran, que para muitos é o maior lateral direito da história do Atlético de Madrid e que jogou a Copa do Mundo de 2014 pela seleção da Espanha. Essas contratações colocaram o São Paulo de volta aos holofotes da mídia mundo afora. Várias aspectos podem ser citados mas quero comentar um em especial: o vídeo do anúncio da contratação de ambos. Nos dois vídeos há um destaque imenso para a conquista dos dois primeiros mundiais do São Paulo: o de 92, contra o Barcelona e o de 93, contra o Milan. Juanfran ainda diz que ele viu em Tóquio uma equipe que vestia vermelho, preto e branco jogar o melhor futebol do mundo.

Peço agora para que você leitor faça um exercício de empatia e se coloque no lugar de um torcedor, que apesar de saber da grandeza de seu time, não comemora títulos há mais de sete anos e que vêm acumulando diversos vexames, como eliminações na Copa do Brasil para equipes como o Juventude e o Bragantino, eliminação inédita na Pré-Libertadores e uma constante briga contra o rebaixamento. Com tudo isso acumulado, é natural que o torcedor do São Paulo tenha “se esquecido” do tamanho do clube que ele torce.

PUBLICIDADEAnglo

O São Paulo é um dos maiores times do mundo. É o único tricampeão mundial no Brasil e, no mundo, apenas Real Madrid e Milan tem mais títulos mundiais que a equipe do Morumbi. Além disso é tricampeão da Libertadores, Hexacampeão brasileiro e nunca foi rebaixado. Toda essa história maravilhosa foi revivida por essas contratações de impacto mundial. Na apresentação do Dani Alves, que contou com incríveis 45 mil torcedores, uma foto icônica foi tirada, onde aparecem Raí, Luís Fabiano, Lugano, Dani Alves, Kaká e Hernanes. Essa foto representa um pouco do tamanho desse clube e inclusive foi postada no Twitter oficial da UEFA Champions League.

Apesar de ainda nem terem entrado em campo, o impacto de Dani Alves e Juanfran já foi refletido tanto na torcida, como na equipe dentro de campo. Em uma semana, quase 100 mil pessoas foram ao Morumbi: 45 mil torcedores compareceram na apresentação do Daniel Alves e 47 mil foram assistir ao clássico entre São Paulo e Santos. No dia seguinte ao anuncio da contratação, a camisa 10 do São Paulo, agora pertencente ao Dani, já batia recorde de vendas no site da Adidas. Dentro de campo a resposta também foi rápida, embalado por duas vitórias consecutivas e com o ânimo das contratações, o São Paulo venceu o Santos, pelo placar de 3 a 2 e venceu jogando melhor, impondo seu ritmo ao atual líder do campeonato e quebrando um tabu de mais de um ano sem vencer clássicos.

É impossível prever se à chegada de Dani Alves e Juanfran farão o São Paulo terminar esse grande jejum de títulos, a tarefa não será fácil e talvez essa colheita só dê frutos em 2020. Apesar de candidato, o São Paulo não é o favorito para a conquista do título brasileiro desse ano mas tem obrigação de se classificar para a Libertadores do ano que vem. Mas o grande trunfo dessas contratações foi alcançado antes mesmo da estreia dos jogadores: o despertar de um sentimento dentro do torcedor são-paulino, o sentimento de ser gigante novamente.

Foto

Leonardo Casemiro de Oliveira Faria

Leonardo é formado em Gestão pública pela Uninove e atualmente cursa Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sigam-me no instagram: @leofaria12

ver mais

mais de Leonardo Casemiro de Oliveira Faria

Comentários:

1