Flores... Todos os dias do Ano!!

Não poderíamos deixar de homenagear as grandes guerreiras que conquistaram os seus espaços sociais, políticos e econômicos

Flores... Todos os dias do Ano!!

Vermelhas, rosas, brancas, multi-coloridas ... em buquês, vasos, ou simplesmente solitárias, seja qual for a composição e a harmonização, elas são lindas em todos os casos.
A simbologia das flores para presentear as mulheres, iniciada há muito tempo atrás,  ganha um ar delicado e encantador. As flores “levam” uma declaração de amor ou uma simples forma de demostrar carinho, respeito e admiração. Esse fascínio maior por parte do público feminino é explicado geralmente pela beleza, pelo cheiro, pela delicadeza e pelas cores que as flores levam aos ambientes. As mulheres “fortes” que também são sensíveis, delicadas e humanas merecem flores, atenção, afeto, respeito… Com as suas mentes agitadas e ativas procuram cumprir com beleza, zelo e excelência, todos os seus distintos “papéis”, e ao mesmo tempo precisam manter a serenidade e o equilíbrio da mente e do espiríto.

Não poderíamos deixar de homenagear as grandes guerreiras que conquistaram os seus espaços sociais, politicos e econômicos. Que foram em busca de seus ideais e batalharam para diminuir a discriminação e desigualdade de gênero em todas as sociedades.

O 1o. Dia Internacional da Mulher foi celebrado em Maio de 1908, nos Estados Unidos. No entanto, o 8 de Março teve origem durante a Primeira Guerra Mundial (1917), com a manifestação de mais de 90 mil mulheres russas, que clamavam por melhores condições de vida e de trabalho. A data foi, finalmente, oficializada em 1921.
Parabéns à todas as mulheres por sua garra, força, determinação, e amor que doam incansavelmente, são merecedoras de muitas flores, aplausos e reconhecimento.
“Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama, acorda e põe a roupa de viver”. Clarice Lispector.



Colunista: Patricia Foroni
Instagram: @pattyforoni_plantas
Facebook: Oficina das Palmeiras

Foto

Patrícia Foroni

ver mais

mais de Patrícia Foroni

Comentários:

1