Longos financiamentos

Tempo é vida, use o seu com coisas boas e encurte o prazo das dívidas para reduzir a ação dos juros compostos.

Longos financiamentos

- Foto: Reprodução / Internet

Na época que os juros abaixaram, muitos ficaram eufóricos para comprar imóveis ou automóveis sem precisar levar um e pagar por dois. O total pago é  reduzido desde que nada mais mude além da taxa de juros. Atenção: mesmo com juros menores, caso o prazo fique maior, a parcela menor, ou se elimine a entrada (aumentando o valor financiado), você pode continuar a ter o mesmo prejuízo ou até mais. Exemplo:

R$ 21.500,00 financiados em 3 anos com parcelas de R$ 1.000,00 e juros de 3% ao mês resultam em R$ 36.000,00.

Reduzindo os juros para para 2% ao mês, mas aumentando o prazo para 4,5 anos e reduzindo as parcelas para R$ 650,00 o total gasto será de R$ 35.750,00 – praticamente a mesma coisa.

Veja que pode parecer um alívio para quem paga ter parcelas 35% menores, um prazo 50% mais longo e juros 33% mais baixos. Parecem 3 boas notícias, mas a única boa mesmo é a dos juros menores. Tempo é vida, use o seu com coisas boas e encurte o prazo das dívidas para reduzir a ação dos juros compostos.

Foto

Andréa Voûte

Desde 2002 Andréa Voûte ajuda pessoas a lidarem melhor com o seu dinheiro individualmente, em família ou nas micro e pequenas empresas. Foi bancária e hoje é Consultora financeira e palestrante na Voute Contar. Autora do livro Finanças pessoais uma gestão eficaz, criou vários cursos, controles e métodos de consultoria e planejamento. contato@voutecontar.net.br

ver mais

mais de Andréa Voûte

Comentários:

1