Muhammad Ali

Muhammad Ali

- Foto: Reprodução/Internet

Campeão nos ringues e na vida. Foi corajoso, lutou contra o racismo e negou-se a ser convocado pelo exército americano a lutar no Vietnã, alegando que aquela não era a sua guerra. Em represália, acabou sendo preso e perdendo o cinturão de campeão mundial daquele ano. Não se importou. Em frente as câmeras era crítico ao governo em sua forma de injustiça social e desigualdade e nunca tentava agradar a quem quer que fosse na TV.Nem mesmo o Parkinson ,que tão severo,atingira seu maior talento,os punhos de aço,foi capaz de tirar-lhe a mente,a força interior e a coragem de encarar ,sem reclamar,ainda qu e sofrendo,sua missão!
Foi digno e honrado e após anos de debilitação, eis que chega ao fim sua missão. O mundo perde com profunda tristeza pela perda de um campeão, um dos melhores de todos os tempos, mas ganha a partir de hoje mais um personagem em meio a tantos maravilhosos, que escreveram em vida suas histórias, pautadas na coragem, no esforço, na determinação e no foco para alcançar seus objetivos sem coitadismos,mas apenas com vontade e uma meta a atingir custe o que custar,realizar o sonho,não um sonho qualquer,o mais inatingível de todos e assim,provar a quem quer que seja que,não importa de onde você venha,sua cor,sua classe social,se você tiver coragem,garra e determinação,não importa o quanto demore,você vai conseguir almejar aquilo que tanto deseja.

Vá em paz Muhammad Ali
Nosso eterno campeão!

*1942 +2016

Foto

Alexandre Soares

ver mais
Publicidade:

mais de Alexandre Soares

Comentários:

1