Um jardim chamado Brasital

Um jardim chamado Brasital

- Fotos: Divulgação

Diz o ditado que a grama do vizinho é sempre mais verde (aos nossos olhos). Mas talvez você esteja olhando demais para a dele e esquecendo de regar a sua.

É verdade que a Brasital - Centro Cultural da cidade de São Roque, já teve “dias melhores” no que diz respeito a aparência e preservação de maneira geral do espaço. Porém o patrimônio tombado recentemente pelo Condephat - Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico já  está em processo de reforma, onde o telhado e o piso dos salões Regente Gentil de Oliveira e Darcy Penteado serão trocados. Sanando assim as infiltrações dos prédios. O investimento nas obras será de R$ 1,5 milhão, recurso concedido através do DADE - Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias.

Talvez com essas renovações seja o momento ideal para que a população também restaure dentro de si, aqueles que já viveram os bons momentos que o local já proporcionou. Pois o Centro Cultural já ofereceu e ainda faz, diversos cursos e oficinas. E não há algo mais rico do que o conhecimento adquirido, aliás isso ninguém poderá tirar de você. E incentive as crianças e jovens a utilizarem o espaço.

Devemos nos sentir privilegiados por temos em nossa cidade um local tão bonito, cheio de cultura, cercado por natureza. Um cenário perfeito para fotos, um piquenique com a família ou amigos, fazer uma yoga e meditações ou apenas respirar ar fresco. Um encontro com a natureza, pisar descalço no  no chão e sentir a grama embaixo dos pés. Há coisa melhor para deixar a alma mais leve e a mente mais saudável? Com um pouco de paciência e observação é possível ver vários exemplares de saguis, esquilos, pássaros e até pequenos insetos, como borboletas e joaninhas. Ainda nesse clima de natureza é possível ouvir o som da cachoeira e fazer uma trilha com o grupo. Não vou citar aqui os benefícios que atividades assim trazem a nós, essa função ficará como um convite de reflexão, apenas citarei um, o refúgio da correria do cotidiano.

E explorar uma boa leitura? É mágico se concentrar e viajar num livro, devorar matérias em uma revista ou até mesmo se divertir com um gibi. Na Brasital se encontra a Biblioteca Pública Municipal Prof. Arthur Riedel, para os munícipes que desejam se tornar sócios basta apresentar:1 foto 3x4, comprovante de residência e documento de identificação.

Um passeio pelo tempo, você consegue imaginar que as depêndencias da nossa querida Brasital já foi uma indústria textil? Aliás uma das maiores da época. Fundada em 1890 com o nome de Enrico Dell’ Acqua e CIA, só em 1919 recebeu o nome que conhecemos hoje, Brasital é a fusão dos nomes Brasil e Itália. As atividades foram encerradas em 1970 e em 1987 com o apoio do Governo de São Paulo passou a ser Centro Educacional e Cultural Brasital. Dentro da Biblioteca tem um espaço dedicado as memórias da época de funcionamento, com alguns cones de linha, documentos de ex funcionários, máquina de registro de ponto e outros objetos.

A Brasital é patrimônio histórico e é nossa. A Brasital foi importante para a economia de nossa cidade, e é nossa. A Brasital é importante para a cultura de São Roque, é nossa!

A Brasital é verde, e é nossa!
Vamos regar a nossa grama? Deixar o nosso jardim ainda mais bonito que ele é, ensinar nossas crianças a preservar o local e cobrar sempre das autoridades responsáveis as melhorias que o espaço merece.

Porque a Brasital é Nossa!

Assista abaixo o vídeo realizado pelo vídeomaker Alfredo Wittmann da Click Digital que nos presenteia com belas imagens da Brasital vista por cima.

Foto

Raquel Faria

ver mais

mais de Raquel Faria

Comentários:

1