Chernobyl: 30 anos da maior tragédia nuclear da história

Chernobyl: 30 anos da maior tragédia nuclear da história

- Foto: Reprodução/Internet

Uma cidade fantasma! Assim podemos definir Chernobyl,na Ucrânia,uma cidade pacata,vítima de uma grande catástrofe nuclear,que simplesmente impediu que novas gerações pudessem continuar sua história,pois no dia 26 de abril de 1986 ,parecia que o tempo havia parado,todos os sonhos,desejos de uma vida futura,foram exterminados em questão de segundos,por conta da radiação lançada em decorrência da explosão do reator quatro do Complexo Nuclear VI Lenin,o qual tinha voado pelos ares, devido a uma grande explosão!
Esta explosão ocorreu devido a negligência da equipe que operava o local naquela noite. Faltaria um teste a executar para checar se todo o maquinário funcionava bem, inclusive o sistema de segurança contra acidentes. Os operadores fizeram o procedimento sem desligar o reator, então o núcleo do reator foi esquentando com o sistema de refrigeração desligado. Ao acionar o sistema de segurança, o reator explodiu.

À partir daquela noite, estrôncio 90, iodo 131, césio 127 – uma lista apavorante dos elementos radiativos mais perigosos - se misturavam ao ar de Chernobyl. O acidente foi de madrugada, mas as pessoas da cidade de Pripyat – a 4 quilômetros do reator – iniciaram, pela manhã, seus afazeres diários, pois a população ainda não sabia do ocorrido. Só na noite de sábado, as autoridades decidiram tirar a população em um raio de 30km de Chernobyl e 49.000 pessoas deixaram suas casas só com a roupa do corpo, sem dinheiro ou perspectiva de futuro.

Na época do fato histórico,o repórtes César tralli,da TV Globo,havia ido à Chernobyl 10 dias depois da tragédia e segundo seu relato pessoal,ao deparar-se com tal tragédia,desabafou:

“A radiação que vazou foi 200 vezes as bombas de Hiroshima e Nagasaki juntas. E essa nuvem tóxica que subiu para a Europa, só na Ucrânia, exterminou 30 mil, 40 mil vidas em pouco tempo por causa de câncer, e tem consequências até hoje!

Sem dúvida,a pior conseqüência da radiação transmitida pelo reator 4 em Chernobyl,foi a mutação ,a qual pessoas e animais ,os quais não conseguiram evacuar-se do local da tragédia em tempo hábil,acabaram por comprometer não só a si,mas a suas novas gerações,causando sequelas físicas irreversíveis.

O maior símbolo dessa "parada cronológica do tempo" em Chernobyl e que causa profunda tristeza não só à seus antigos moradores,que deixaram para trás e as pressas,suas histórias,suas casas,suas profissões e sua recordações,é a imagem de uma roda gigante,fruto de um parque de diversão,o qual seria inaugurado em questão de dias,caso não tivesse ocorrido a maior tragédia de todos os tempos!

Foto

Alexandre Soares

ver mais
Publicidade:

mais de Alexandre Soares

Comentários:

1