Temporada começando: hora de traçar as provas

Temporada começando: hora de traçar as provas

- Foto: Reprodução/Internet

E a temporada 2016 já iniciou, estou no momento de base, aqueles treinos doloridas que nos faz resgatar a antiga boa forma da última temporada, o antigo ótimo cárdio e performance.

Um momento muito delicado para um atleta, pois nossa cabeça às vezes quer mais do que o corpo pode nos oferecer, aquela parada para o tão merecido descanso após uma exaustiva temporada de treinos e provas uma atrás da outra, perdemos aquela agilidade na qual paramos e ganhamos alguns quilinhos extras, pois é momento de ter uma vida “normal” comer aquelas guloseimas que em meio um objetivo de uma prova alge deixamos a vontade de lado! Ai vem início da temporada, bate a saudade da performance deixada para trás, como pode em tão pouco tempo perdermos tanto? Mas se faz necessário, pois afinal não somos máquinas de fazer triathlon, corrida, travessias, etc., e todo descanso é mais que necessário.

Início dos treinos já tenho nas mãos a programação do ano ou pelo menos boa parte dela, momento muito importante, poisquando se faz um esporte que existe diversas metragens e graus de dificuldade diferentes, como se já não bastasse ser um esporte que compõem 03 modalidades (nadar, pedalar e correr) como o que eu pratico que é o triathlon, o melhor é escolher bem as provas, distancia-las da melhor forma para fazer com qualidade sem comprometer a saúde.

O momento de traçar as provas é de suma importância para garantir um bom rendimento, evitar lesões, ir para a prova com mais segurança entre tantos outros detalhes.

Como todos sabem sou triatleta por opção, e esse ano vou ousar, quero fazer algumas provas jamais feita por nenhuma mulher são-roquense (aguardem em breve vou escrever aqui sobre, mas já conto com a torcida de todos). Após 03 anos fazendo triathlon, meu corpo está respondendo muito bem aos treinos e a recuperação. Obtive ao longo desses 03 anos uma maturidade que me faz entender o que posso e o que não posso, se devo ou se não devo mesmo querendo muito aquilo. Acredito que para ser um atleta a pessoa precisa saber dominar suas ansiedades, vontades momentâneas, pois se deixar queremos participar de tudo, parece que o mundo vai acabar amanhã e precisamos competir, competir, competir!

Fiz muita doidera, já fiz provas em 03 finais de semana seguidos, e vou dizer provas complicadas (Triathlon Olímpico de montanha, meia maratona e um short triathlon de altimetria elevada). O que dizer de tudo isso “loucura”, eu poderia ter ganhado uma lesão, mas graças a Deus nada aconteceu, e o pior fui contra a vontade do treinador, que mostrou na prática o porquê não deveria ter feito, eu era muito teimosa, hoje explico essa minha má experiência para que outras pessoas não caiam nesse erro também, pois acabei não curtindo as duas últimas provas no qual investi, e vamos combinar as inscrições não são nada baratas.

Aconselho pesquisar novas provas, se você já vem a um tempo fazendo uma metragem porque não ousar em tentar algo um pouco além do que já fez? Converse com seu treinador, pois muita das vezes ele sabe muito mais de você do que você mesmo na questão de performance.

Boa temporada e bons treinos!

 

 

Foto

Juliana de Souza Bueno (Jú)

ver mais

mais de Juliana de Souza Bueno (Jú)

Comentários:

1