Psicoterapia para crianças

Psicoterapia para crianças

- Foto: Divulgação

Compreender uma criança que não fala e não se comunica completamente pode parecer um desafio, muitos pais e mães não entendem o que estas crianças estão vivenciando ou sentindo, porém o cuidado e carinho os levam aos indicativos de que algo está errado.

            Podemos questionar e perguntar a elas o que querem? O que sentem? Mas em grande parte das vezes elas não vão conseguir verbalizar tanta complexidade de sentimentos e acabarão demonstrando comportamentos de fuga como: olhar para baixo, sair correndo ou simplesmente nos olhar sem dizer uma só palavra. Tais atitudes podem apavorar alguns pais, mas estes não devem se entristecer, pois nenhuma criança possui manual de instruções e em grande parte das vezes elas nem sabem o que efetivamente está errado, apenas sentem o desconforto sem compreensão.

            É absolutamente natural que crianças também tenham preocupações, sintam-se irritadas, fiquem tristes, queiram ficar sozinhas, porém é importante que exista um facilitador no intuito de ajudá-las a entender e lidar com tudo o que estão vivenciando. Muitas coisas podem estar ocorrendo, várias crianças sofrem agressões de amiguinhos da escola, algumas podem estar se sentindo ignoradas, infelizmente crimes infantis podem acontecer, muitas crianças sentem falta das mães mesmo em períodos curtos, negligencias existem e a lista de possibilidades é grande.

            Crianças são muito sensíveis, reagem rapidamente a agressões, pressões e alterações externas, sendo afetadas diretamente em seu desenvolvimento saudável. Toda e qualquer mudança de vida para uma criança pode afetar sua saúde mental, assim como a morte, mudanças e outros fatores que provocam medos, ansiedades e até mesmo depressão.

            Crescer e aprender não são tarefas simples, tanto para as crianças, quanto para seus pais. Algumas fases difíceis como agressividade, revolta, silêncios, dificuldades com a escola, choro em grande quantidade, problemas para dormir e de sono, atrasos para falar, andar ou de controle de urina e fezes são indicativos fortes da necessidade de maiores cuidados psicológicos.

            O universo infantil é complexo, cada criança é totalmente diferente da outra e a psicologia infantil nos dá a possibilidade de ajudar esta criança a se restabelecer de forma mais saudável. Orientando pais e mães para a melhora dentro e fora de casa, prevenindo, diagnosticando e tratando distúrbios sem que exista uma idade específica para isso.

            A psicoterapia infantil alivia a angústia e melhora o funcionamento psicológico da criança que passa a aprender estratégias para lidar com as situações difíceis, desenvolvendo novas formas de adaptação através de ferramentas psicoterapêuticas como conversas, desenhos, brincadeiras, etc.

            Feitiçaria não existe e o psicólogo não é um especialista de loucos, longe de interpretações erradas, é importante a compreensão de que o psicólogo é um profissional pautado na ciência e capacitado para ajudar, sejam crianças ou adultos, identificando dificuldades e conflitos através de um trabalho em conjunto. Portanto, procure ajuda sempre que achar necessidade, o quanto antes melhor, para que pequenas queixas não se transformem em sérias doenças.

Foto

Estela Cristina Parra

ver mais

mais de Estela Cristina Parra

Comentários:

1