Você está consciente?

Pense em uma experiência negativa ou sofrimento de seu passado. Agora tente observar qual o primeiro sentimento que lhe acontece e responda: quem é que define suas atitudes? Seus sentimentos ou você consegue reagir contra estas sensações?

Você está consciente?

- Foto: Reprodução / Internet

Consciência é um estado da mente em vigília, o qual determina o conhecimento imediato. Conscientizar-se de que só o momento presente é real pode se tornar uma luta difícil, pois somos banhados por todos os sentimentos e experiências anteriores que nos ocorreram. Assim continuamos imersos em meio a um mundo ainda conturbado, nos submetendo em situações até mesmo negativas, por ainda termos a sensação e uma última esperança de alcançarmos um sonho ou expectativa.

            Estar consciente do hoje (momento atual) é sair da zona de conforto e da sensação de espera pela sorte, possibilitando novas fases na qual poderemos escrever novas histórias. Algumas pessoas costumam reclamar da vida, passando a remoer o passado, relembrar momentos felizes de uma infância ou fase diferente das que estão vivenciando... Mas a vida não é fixa, amigos antigos já estão diferentes em condutas e pensamentos, nossas emoções do passado já não permanecem as mesmas, todos crescem e envelhecem.

            Tudo está acontecendo no agora e viver este “agora” proporciona uma vida mais leve, plena e ainda nos faz enxergar o verdadeiro significado da palavra “presente” que segundo o dicionário se dá em:  “estar no lugar e no tempo onde se fala...de que se fala, estar não ausente, estar à vista, o que denota uma ação atual ou prestes a realizar-se, estar pronto”.

            Você já parou para perceber em que momento está vivenciando as suas emoções? Algumas das possibilidades são bem comuns:

- Será que você não está muito preso (a) em um passado, com saudades ou culpa de algo, caminhando para um estado de depressão?

- Será que você não está se antecipando em alguns problemas, preocupando-se com o que irá acontecer talvez no futuro, promovendo tensões  e ansiedade por tamanha agitação física e mental?                  

            Apegue-se, agarre-se a este momento do hoje, urgentemente!

            Permita-se sentir o agora, alegre-se, pois todo lugar é aqui e todo momento é agora, pois somente assim iremos nos libertar para viver de forma consciente. Algumas filosofias e experiências nos mostram o quanto devemos estar plenamente “presentes” e desfrutar cada momento como se fosse o último.

            Acreditar é “não saber se o que queremos é possível”, mas seguir em frente arriscando e olhar para sua vida e ter a certeza que mesmo sem saber se daria certo, você fez acontecer...

            Sem sonhos ou riscos dificilmente se alcança algo, a concentração e o raciocínio são as melhores formas de conexão com o hoje. Técnicas psíquicas podem possibilitar o controle e auxílio destes pensamentos no intuito de direcioná-los da forma mais eficaz para cada pessoa.

            Como forma de esclarecimento friso, “viver o momento presente não significa usar de negligência”, mas sim estar consciente do exato momento em que a vida está acontecendo, pois muitas pessoas são sugadas pela rotina, a qual proporciona desatenção e as lança em um tipo de piloto automático, consequentemente perdendo oportunidades importantes.

            Velhos sentimentos aprisionam e provocam resultados cíclicos e viciados, fazendo de pessoas capazes, as vítimas da própria história, mantidas pelos medos, cristalizados em pensamentos incoerentes e claramente especialistas na arte de sentir perigos e mágoas.

            Todos sabem que não é simples ou fácil aceitar e viver após algumas dores psíquicas, acontecimentos deixam marcas, dor e tristeza, mas precisamos aprender a transformar estes sentimentos negativos e nos adaptar à nossa realidade, ao nosso presente, buscando maior equilíbrio e saúde mental.

Foto

Estela Cristina Parra

ver mais

mais de Estela Cristina Parra

Comentários:

1