Eu Quero Justiça!

Eu Quero Justiça!

- Foto: Divulgação

Muitas vezes não percebemos nossas reais intenções por trás de nossas palavras.Não nos ensinam a analisarmos nossas emoções, e assim seguimos vida a fora sem percebemos o que realmente se passa dentro de nós.

A autoanalise não é bem-vinda para a maioria de nós, e para não encararmos os fatos de quem realmente somos, nos anestesiamos assistindo a novelas, filmes, navegando na internet, jogando futebol, bebendo com os amigos, enviando mensagens no whatsapp, paquerando nas redes sociais, trabalhando em demasia, etc.

Veja por exemplo o caso das palavras “eu quero justiça”. Inicialmente parecem ser palavras corretas, mas em uma parte das vezes elas carregam um significado mais profundo. Elas carregam uma vontade de vingança.

Acontece no entanto que somos ensinados desde pequenos que a vingança não é uma coisa boa. Nosso superego aprendeu que não é algo aceitável socialmente querermos nos vingar de quem nos fez algo. Assim sendo, disfarçamos nossas reais intenções dizendo “queremos justiça”, pois a ideia de justiça é aceitável socialmente e também psicologicamente. Pedindo justiça nos sentimos bem conosco, não ferimos os conceitos sociais estabelecidos e ainda angariamos a simpatia de outras pessoas.

Outro exemplo são as palavras “estou magoado”. A magoa, fomenta a empatia por parte dos outros e é socialmente aceita. No entanto, muitas vezes quando dizemos “estou magoado”, no fundo estamos mesmo é com raiva de outra pessoa. Aquela pessoa não fez o que queríamos ou o que esperávamos que ela fizesse, ou seja, estamos frustrados e com raiva dela, mas não temos coragem para reconhecermos isso, então dizemos que estamos “magoados”, e assim nos colocamos em uma posição de vítima, e a outra pessoa passa a ser o vilão.

Doravante quando disser algo, pare e pense nos reais sentimentos imbuídos nas suas palavras. Você vai descobrir muito sobre você mesmo e vai se entender melhor. Este é um pequeno exercício de autoanalise que vai lhe ser revelador. Tenha coragem para começar a perceber quem realmente você é e o que realmente está sentindo. Descubra-se!

Foto

Sandra Maria Duarte

Sandra Maria Duarte é Professora, geógrafa e psicanalista e vive na Índia O Melhor Blog sobre a Índia é Sucesso entre Jornalistas e Professores. Tema de tese de Doutorado, Mestrado e diversos TGs. Fonte da novela Caminho das Índias. https://indiagestao.blogspot.com

ver mais

mais de Sandra Maria Duarte

Comentários:

1