Feliz Dia das Madrastas!

Feliz Dia das Madrastas!

- Foto: Divulgação

A taxa de divórcios no Brasil subiu 200% entre 1984 e 2007, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os divórcios concedidos por lei passaram de 30.847, em 1984, para 179.342, em 2007.


O percentual de mulheres solteiras que se casaram com homens divorciados passou de 4,1% para 6,2% entre 1995 e 2005. A maioria destes homens divorciados tem filhos com a primeira esposa.


O percentual de mulheres divorciadas que se casaram legalmente com homens solteiros cresceu de 1,7% para 3,1%. A maioria destas mulheres divorciadas tem filhos do primeiro casamento. 

 

Os casamentos entre cônjuges divorciados também aumentaram de 0,9% para 2,0%. Neste caso, homens e mulheres tem filhos do casamento anterior.

 

A relação familiar mudou muito no Brasil. A família brasileira já não é mais composta do pai e mãe biológicos juntamente com seus filhos e filhas. A família brasileira é agora uma mistura onde atualmente fazem parte madrastas, padrastos, enteadas e enteados.

 

Estima-se que no Brasil 23 milhões de crianças e adolescentes moram com padrastos e madrastas. Em Sorocaba no interior de São Paulo, aproximadamente 65 mil crianças e adolescentes vivem esta nova realidade familiar, conforme dados de 2010 do IBGE.

 

Atualmente cerca de 30% das mães são também madrastas. Estas mulheres além de cuidarem de sua própria prole também cuidam dos enteados/as. 

 

A posição da madrasta é muito complexa nas relações familiares.

 

Os filmes e desenhos não ajudam nenhum pouco e mostram as madrastas como mulheres cruéis.

 

É muito mais fácil gostar de sua própria cria do que de filhos/as dos outros, mas isso não significa que todas as madrastas sejam frias e cometam maldades, como se vê nas obras de ficção.

 

A sociedade e os atuais maridos esperam muito das madrastas. A sociedade espera que elas sejam imparciais, mas a imparcialidade não é uma característica inata dos seres humanos. A imparcialidade é aprendida; ela faz parte do superego. A imparcialidade faz parte de um conjunto de valores morais que a sociedade impõe nas pessoas. É uma das muitas coisas que nos diferencia no reino animal. 

 

Nem as próprias mãe biológicas são imparciais. Elas tem um filho/a que lhe é favorito/a. Claro que por causa da pressão social as mães dizem que amam a todos igualmente mas basta observar-se com mais atenção e logo se percebe que mesmo as mães biológicas tem seus favoritos.

 

Já os maridos esperam que a nova esposa seja excelente madrasta para seus filhos/as. Ele espera que ela de amor, carinho, atenção e cuidados aos seus filhos, mesmo quando ele mesmo não o faz, pois está sempre trabalhando, viajando a negócios ou divertindo-se com seus amigos. O marido também espera que a nova mulher apague todas as dores e traumas de seu relacionamento anterior, sem se perguntar onde foi que ele errou e sem tentar melhorar como marido.

 

A carga de expectativa é muito grande em relação a nova esposa/madrasta.

 

Mulheres valentes e corajosas que se sujeitam a cuidar de filhos/as de seus maridos, e que o fazem com amor e alegria.

 

Dizem que mãe é a que cria. Neste caso não são somente as mães adotivas, mas também as madrastas. Elas também criam ou convivem com os filhos de outra mulher.

 

Não creio que estas mulheres mereçam um dia especial, assim como as mães adotivas, mães de animais de estimação, ou mães-avós (avós que cuidam dos netos). Creio que elas merecem ser respeitadas pelo que são. Elas são Madrastas-Mães e portanto o Dia das Mães é também para elas.

 

Deixo aqui meu respeito, meu carinho e minha admiração a todas as madrastas. FELIZ DIA DAS MÃES A TODAS VOCÊS!

 

Por: Sandra Maria Duarte

Professora, Psicanalista e Geógrafa formada pela Universidade de São Paulo.
 
CRT 27029 e MEC 170.425 
 
Criadora do blog Indiagestão, o primeiro blog sobre a Índia. 
Contato
:  [email protected]

Foto

Sandra Maria Duarte

Sandra Maria Duarte é Professora, geógrafa e psicanalista e vive na Índia O Melhor Blog sobre a Índia é Sucesso entre Jornalistas e Professores. Tema de tese de Doutorado, Mestrado e diversos TGs. Fonte da novela Caminho das Índias. https://indiagestao.blogspot.com

ver mais

mais de Sandra Maria Duarte

Comentários:

1