12/04/2017 às 15h34min - Atualizada em 12/04/2017 às 15h34min

Bombeiros encerram busca por homem arrastado por correnteza em São Roque

Da Redação: Rafael Barbosa - Foto:

Após mais de cinco dias de trabalhos, o Corpo de Bombeiros de São Roque encerrou as buscas pelo corpo do homem que teria sido arrastado pela correnteza quando seu carro caiu no rio paralelo a Avenida Prefeito Bernadino de Lucca.  O caso aconteceu na noite de quinta (06) quando o veículo teria caído no rio e, ao tentar sair do carro, o homem teria sido tragado pelas águas.

“Realizamos as buscas por mais de cinco dias, contando inclusive com o apoio de helicóptero Águia, entretanto não obtivemos sucesso. As buscas foram encerradas na terça feira (11), entretanto a pedido da famílias realizamos uma ultima busca na manhã desta quarta (12), na região do Portal de São Roque, em uma área onde os familiares acreditavam que a vítima pudesse estar. Chegamos a utilizar uma retro escavadeira, para realizar o trabalho porém infelizmente também não obtivemos sucesso”, afirmou o Comandante do Corpo de Bombeiros de São Roque Tenente Jefferson Zangerme.

Inicialmente as informações indicavam que havia apenas um homem no carro, que foi arrastado até a região do cruzamento da Avenida Varanguera, no bairro Boa Vista, cerca de 500 metros de distância do local do acidente. As próprias testemunhas afirmavam que tinham visto apenas um homem ser levado pela correnteza do rio, que estava cheio devido às chuvas daquela noite. Mas após verem as imagens do carro divulgadas pela Internet e TV, as famílias das vítimas entraram em contato com os bombeiros.

Segundo familiares, Diego França de Miranda, de 28 anos, morador em Osasco, veio para São Roque com o amigo, Carlos Alberto da Silva, de 43 anos e morador de Carapicuíba, para procurar uma casa de aluguel no município. Como nenhum dos dois voltou para casa, os familiares acreditam que eles estavam juntos no carro no momento do acidente.

Assim, os bombeiros começaram as buscas por duas pessoas desaparecidas e após três dias de procura, encontraram o corpo de Carlos Alberto por volta das 17h de domingo (09). O homem estava dentro da água, preso a uma pedra  na região do bairro Guaçu, dentro de uma propriedade conhecida anteriormente como “Camping do Jordão”, próximo a Rodovia Lívio Tagliassachi, quase 2 km do local do acidente.

As buscas continuaram por Diego, entretanto as autoridades enfrentam diversos problemas, a começar pelo tamanho do campo de busca, já que o córrego tem uma extensão de 10 km dentro de São Roque, sendo que algumas áreas no percurso do canal são de difícil acesso devido a barreiras naturais como galhos, troncos de árvores, bambus, pedras ou regiões de mata fechada.

Mas apesar das dificuldades as buscas continuaram, porém sem sucesso sobre o que teria acontecido com Diego França de Miranda.

Link
Tags »
buscas suspenças corpo bombeiros são roque
Notícias Relacionadas »
Comentários »
total

3370837 visitas

Você costuma pesquisar preços nos supermercados?

60.2%
26.5%
13.3%