07/04/2017 às 15h54min - Atualizada em 07/04/2017 às 15h54min

Nossa Visita ao Santuário Nacional de Aparecida

Pe. Daniel Balzan - Pároco

“Que alegria quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor...” (Salmo 121/122) – Assim começa o Salmista ao formular o salmo de romaria, também conhecido como canto das “subidas” ao templo no Antigo Testamento. Este grito de alegria consta gravado na “Porta Santa”, ou seja, no lado interno da porta principal da Basílica Nacional de Aparecida. Queremos fazer nosso esse louvor para manifestar a alegria que sentimos como discípulos e peregrinos durante os cinco dias que passamos juntos à Maria, em sua casa santuário, em Aparecida.

Como o tempo passou depressa... no dia 02 de abril, nosso grupo se reuniu em frente à Igreja Matriz, com as malas prontas, desejando chegar à Casa de Maria o quanto antes. Éramos um grupo de pessoas já iniciadas na fé: pessoas de São Roque e de algumas Paróquias vizinhas, mas formamos um grupo muito unido e fraterno. Levamos conosco as nossas preocupações, agradecimentos, dificuldades, as nossas famílias, a família paroquial... Como foi bonito chegarmos à Casa da Mãe!!! Sob a coordenação dos Festeiros de Agosto 2017, vivemos uma experiência muito bonita. Rezamos, contemplamos, passeamos, nos alegramos e crescemos na irmandade.Foram dias de graças e de aprofundamento de nossa fé na escola de Maria.

Tivemos a oportunidade de conhecer o interior da “Casa da Mãe” à noite, contemplar a beleza de seu santuário e andar pela casa na qualidade de convidados especiais, com a Basílica fechada para o nosso grupo! Tudo no Santuário fala de Jesus. Aliás, esse é o desejo de Maria: conhecer o Cristo Senhor, renovar o nosso compromisso como discípulos e dar um passo adiante: ser missionários da Boa Nova, à semelhança dela.

Na maioria das vezes, as nossas visitas ao Santuário de Aparecida acontecem nos fins de semana e de modo rápido, devido aos compromissos com o trabalho e outros afazeres. Milhares são os peregrinos que se irmanam na “Casa da Mãe” semanalmente. Todos os anos, o Santuário recebe a visita de doze milhões de devotos. É muita gente! E esse fator, somado às pressas que com são feitas as nossas visitas, acabam prejudicando a percepção de tanta catequese bíblica exposta no Santuário.

O silêncio da noite, porém, a singeleza do Santuário e a ausência de multidões criam um ambiente propício para conhecer a “Casa da Mãe” em profundidade: o Painel das Mulheres, o Altar central, a grande Cruz pendurada no centro, a cúpula com sua árvore da vida, as águas desenhadas no piso, o recinto das velas, o campanário, etc... tudo isso propositalmente colocado. As paredes falam! As luzes iluminam! Basta contemplar, observar e compreender. As horas passaram como se fosse um sonho e nos sentimos como no Tabor: “Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas” (Mt 17,4).

Navegamos pelo rio onde a imagem de Nossa Senhora foi encontrada, atravessamos a Passarela da Fé, visitamos a Basílica Velha, conhecemos o Seminário Bom Jesus (onde os Papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco ficaram durante a estadia em Aparecida), participamos da Santa Missa... Enfim, além de conhecermos os principais pontos de Aparecida, também visitamos a cidade de Guaratinguetá, terra de Frei Galvão, primeiro santo brasileiro, e a cidade de Campos do Jordão.

Mas nessa Romaria, nós pensamos também na família paroquial. Rezamos pelas famílias, pelos doentes, pelas crianças e pelos jovens. Rezamos por nossa cidade e pelo nosso país. Sentimos a necessidade de compartilhar um pouco do que estávamos vivenciando, de transmitir a vocês a alegria desta experiência de fé. Mandamos pequenas mensagens, postamos fotos, publicamos alguns vídeos e recebemos um retorno carinhoso de todos...enfim, uma partilha que nos marcou profundamente!

Neste “Ano Nacional Mariano”, foi uma grande bênção a nossa Paróquia ter sido contemplada com o convite para participar do Projeto “300 Anos, 300 Paróquias”, em comemoração ao Jubileu do tricentenário do encontro da imagem de Nossa Senhora. Fomos para a Casa do Senhor, nos encontramos com Ele e O encontramos a nossa espera! E Maria nos levou até Jesus!Que nós saibamos permanecer na escola de Maria. Realmente, o Senhor faz grandes coisas pelos pequenos! (Lc 1,49).

Pe. Daniel Balzan - Pároco

Link
Tags »
festeiro 2017 romaria santuário nacional aparecida
Notícias Relacionadas »
Comentários »
total

2928511 visitas

Você costuma pesquisar preços nos supermercados?

54.1%
30.3%
15.5%